SELECIONE UMA NOTÍCIA:
2022/05/06
Alojamento Local em prédios de habitação: depois do Acórdão do Supremo Tribunal de Justiça, de 22.03.2022
2022/01/31
Insolvência de Pessoa Singular - Exoneração do Passivo
2021/07/15
Primeiro Emprego - Período Experimental
2021/05/27
Arrendamento - Injunção
2021/02/22
Documentos Eletrónicos
2021/01/08
COVID-19 - Rendas 2021
2020/04/08
COVID-19: Rendas
2020/04/03
COVID-19: Lay-off
2020/03/27
COVID-19: Segurança Social
2020/03/17
COVID-19: Empresas
2020/01/09
O Renascer dos Trespasses
2019/10/22
A transposição para a ordem jurídica interna do RGPD
2019/09/27
Alterações ao Código do Trabalho
2019/06/24
Faltas por falecimento de familiar
2019/05/28
Garantias Processuais para os Menores Suspeitos ou Arguidos em Processo Penal
2019/05/22
Alterações ao Regime do Processo de Inventário
2019/04/16
Regime da comunicação obrigatória de informações financeiras
2019/03/25
Participation Exemption
2019/02/15
Propostas de Lei de Bases da Habitação
2019/02/15
Novo Código de Propriedade Industrial
2018/12/19
MOEDAS ELETRÓNICAS E MOEDAS VIRTUAIS NO ÂMBITO DO DIREITO INTERNO E DA UNIÃO EUROPEIA
2018/12/14
GOLDEN VISA
2018/12/07
REGIME DOS MAIORES ACOMPANHADOS
2018/11/30
REFORMA DA JURISDIÇÃO ADMINISTRATIVA E FISCAL
2018/11/16
Programa de Valorização do Interior e as medidas do Orçamento de Estado de 2019
2018/11/12
ESTABELECIMENTOS DE ALOJAMENTO LOCAL
Alteração ao regime jurídico da exploração dos estabelecimentos de alojamento local
2018/03/26
PESSOAS COLETIVAS
Apoio Judiciário
2018/02/23
TRATAMENTO DE DADOS
Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados
2018/02/22
PROPRIEDADE
Duplo Registo
2018/02/15
AVALISTAS
Processo de Revitalização e Execução dos Avalistas
2018/01/13
CONDOMÍNIO
Partes comuns. Responsabilidade pelas despesas.
2018/01/03
DIREITO DO TRABALHO
Acidente de Trabalho
2018/01/02
DIREITO DA FAMÍLIA
Menores. Nomeação de Advogado.
NOTÍCIAS
2022/01/31

Insolvência de Pessoa Singular - Exoneração do Passivo

 

Para entrar em vigor em 11 de abril de 2022, foi publicada em 11 de janeiro a Lei 9/2022 que introduz diversas alterações ao Código da Insolvência.

 

De entre elas destacamos hoje a redução do período da cessão de rendimentos de 5 para 3 anos para efeitos da exoneração do passivo restante.

 

A exoneração do passivo surgiu na nossa lei em 2004 e visava dar a possibilidade de um novo começo aos devedores singulares que se encontrassem em situação de insolvência.

 

Por força desta figura, o devedor singular tinha a possibilidade de extinguir todas as suas dívidas que não fossem pagas pelo produto da venda do seu património, desde que, entre outras, cumprisse a obrigação de entregar todo o rendimento que auferisse durante cinco anos.

 

Cumpridas essas obrigações durante esse período, ficava livre das dívidas, abrindo-se-lhe a hipótese de começar de novo a sua vida, sem o receio de ser penhorado por aquelas dívidas.

 

Este período de cinco anos foi agora reduzido para três anos e esta alteração será para aplicar já aos processos de exoneração que estejam em curso.

PRETENDE OBTER MAIS INFORMAÇÕES?
Marque a sua consulta, ou exponha-nos as suas dúvidas, através do nosso formulário de contacto.